HISTÓRIA

As vantagens, desde logo óbvias, da utilização de uma superfície de betão sem revestimentos adicionais, sempre promoveu tentativas para aperfeiçoar este acabamento contínuo.

É nos Estados Unidos, em 1947, que a densificação química se introduz no mercado, através da Ashford Formula, permitindo que um acabamento de betão deixe de ser poroso, suscetível a eflorescências e lascas, ou empoeirado.

Esta inovação marca a segunda metade do século XX, permitindo a utilização do betão como acabamento em milhões de metros quadrados por todo o mundo, sendo precursora de uma industria que se viria a especializar no polimento de betão. Também nesta época começou a ser desenvolvido o processo que possibilitava a regularização de uma superfície de betão, permitindo a recuperação de superfícies antigas, bem como um acabamento mais resistente e estético.

Na base desta indústria estão os equipamentos já utilizados no polimento de pedra natural, que foram desenvolvidos no sentido de poderem efectuar o trabalho de polimento em grandes superfícies. O polimento diamantado torna-se vital neste processo quando, através desta técnica, em 1965, se consegue reconverter um pavimento em betão de 19 anos, já bastante danificado.

O enorme sucesso do betão polido leva, na década de 90, a industria a conseguir um desenvolvimento tecnológico extraordinário das técnicas mecânicas e químicas no sentido, de rentabilizar grandes superfícies para atender às necessidades dos vários setores empresariais, com exigências muito grandes . Os Estados Unidos é o país onde esta necessidade foi mais evidente e marcas como Wal-Mart, a Home Depot, entre outras, onde os seus padrões extremamente rigorosos de durabilidade, economia e manutenção, potenciaram e potenciam ainda um desenvolvimento muito significativo ao nível da maquinaria, ferramentas, químicos, acessórios, entre outros, desta indústria.

Foram deste modo, os grupos de profissionais na área da construção que propiciaram a entrada deste processo no mercado o que levou a um aperfeiçoamento proporcional à sua procura. É neste contexto que surgem associações fundamentais na regulamentação deste mercado, como a, Concrete Polishing Association of America, CPAA, ou a International Polished Concrete Institute, IPCI, bem como marcas, nomeadamente a americana RetroPlate, e a sueca HTC, que encabeçaram a dianteira desta nova industria – o polimento especializado de betão.

Em constante inovação, o acabamento em betão polido é hoje um processo amplamente testado e comprovado pela sua eficiência, durabilidade e plasticidade em todo o mundo, consistindo na primeira escolha de grandes marcas internacionais.